RESPIRAÇÃO ALQUÍMICA: UM ELO ENTRE A RESPIRAÇÃO E A MEDITAÇÃO!

 

Respiração Alquímica: Dhwani, criadora da Respiração Alquímica, tem formação em Psicologia Clinica, Psicoterapias com abordagens em Gestalt, Bioenergética e técnicas corporais, Fitoterapia Ayurvédica, Respiração, Rebirthing, Reiki, Avatar, Watsu e Arte-terapia. Tem a Meditação como sua linha mestra. Então, a convidamos para responder algumas perguntas sobre esta respiração.


O QUE É RESPIRAÇÃO ALQUÍMICA?

Respiração Alquímica é uma técnica de respiração específica que tive a alegria de criar em 2007, simplesmente experimentando o movimento da vida que acontece o tempo todo.

Ela nasce no hara, num profundo espaço de confiança e entrega, passando pelo plexo, tórax e, ao tocar a região do coração, torna-se possível experimentar uma grande expansão, alongando as intercostais, os espaços entre as vértebras da coluna,  devolvendo ao corpo físico o movimento da vida,  dando assim, o suporte para ir além das limitações que começaram ocorrer desde o momento do nascimento.

Durante uma sessão, ao permitir que o movimento da respiração aconteça de forma inteira e ininterrupta, inicia-se uma descolagem do que foi armazenado no corpo físico,  como sentimentos, sensações e emoções que não puderam ser expressos e, assim, estes vão encontrando naturalmente uma forma de serem diluídos e liberados.

Ela aciona os primeiros registros de vida experimentados  no útero materno, quando o bebê respirava sem o menor esforço e tudo era recebido através do cordão umbilical.

Esta respiração auxilia retornar naturalmente ao movimento da vida. Proporciona um enorme bem estar, trazendo de volta o equilíbrio, relaxamento e presença.

Ela acontece diretamente movendo a energia, por isto dei o nome de Respiração Alquímica.

VOCÊ É RECONHECIDA INTERNACIONALMENTE PELA FORMAÇÃO DE RENASCEDORES. PODE EXPLICAR A DIFERENÇA ENTRE RESPIRAÇÃO ALQUÍMICA E RENASCIMENTO?

O que pude perceber ao praticar e me dedicar vários anos acompanhando e treinando pessoas é que no renascimento pelo fato da respiração ser focada apenas no peito ou na barriga e, especialmente, quando se respira no peito, às vezes muitas emoções fortes vem à tona podendo provocar dores, tetania, formigamento, etc. Elas chegam para serem liberadas, e no final o que quer que tenha acontecido durante uma sessão dá lugar a um incrível bem estar.

Como o amor sempre foi meu foco principal de vida, quando comecei a utilizar o renascimento ao perceber o que acontecia com as pessoas enquanto respiravam durante uma sessão, eu as convidava a acolherem com amor as sensações, sentimentos, dores e desconfortos, no coração, expirando tudo já transformado em amor, como forma de gratidão à vida.

Eu a chamava de Renascimento Suave. Eu estava acompanhando vários grupos na Itália quando introduzi esta forma de respiração, e pude perceber uma grande mudança na liberação das emoções, ficou claro que tudo começou se tornar mais suave e prolongar a sensação de conforto.

A Respiração Alquímica vai além da respiração do renascimento,  ela é inteira por si só.

Com a Respiração Alquímica o movimento natural que havia sido interrompido quando nascemos e começamos respirar pelas vias respiratórias normais, é retomado, e isto permite que a partir do momento que você  encontra o ponto certo onde a respiração alquímica acontece, ela se torna extremamente prazerosa, como a vida que flui.

O movimento desta respiração traz de volta o embalo da vida em todo seu corpo. Movimento este que você se esqueceu  quando nasceu.

A sensação de unidade com toda a existência é resgatada, pois você torna-se inteiro novamente com o todo.

COMO SURGIU ESTA TÉCNICA?

A Respiração Alquímica é inspirada no Chakra Blessing, uma técnica de meditação de Siddhartha. O seu primeiro estágio consiste em uma respiração que acontece na barriga.

Durante o primeiro Festival da Delphis – que nos proporciona uma experiência única e um estado meditativo constante – eu era a facilitadora desta técnica. Ao iniciar as explicações do 1° estágio tive clareza de que a barriga é a primeira parte do corpo que respira, quando se está no útero materno, através do cordão umbilical.

Na época, eu liderava treinamentos em Renascimento Suave há mais de 20 anos. Três meses após este Festival,  eu estava com um grupo do treinamento na mesma sala onde tive esta clareza. Ao explicar o primeiro renascimento daquele treinamento comecei descrever como tudo acontecia desde o início da vida no corpo. Ao ouvir o meu próprio compartilhar, percebi que apenas dei continuidade ao que havia experimentado antes, no Festival, tudo chegava com muita clareza, muito rápido e evidente e, dentro daquele grupo naquele momento, surgiu uma nova forma de respirar: a “RESPIRAÇÃO ALQUÍMICA”,  foi emocionante e desde então, compartilho-a.

Cada vez que falo a respeito desta técnica descubro mais detalhes, me apaixono ainda mais, pois ela é simplesmente maravilhosa!

                                                                                                  “Escolhi o nome Respiração Alquímica, pois o que acontece ao praticá-la é pura alquimia!”

O QUE LEVOU VOCÊ A APOIAR A DELPHIS?

Eu tenho o privilégio de viver e compartilhar minhas criações dentro da sede da Delphis,  reconhecer e sentir a energia amorosa e verdadeira dentro da qual ela existe, me faz a cada dia ter mais certeza de que a Delphis é algo muito maior do que se pode imaginar. O que ela representa, o movimento que vem através dela é além de qualquer limite, de qualquer condicionamento, conceito, julgamento, como um golfinho livre no oceano.

Eu apoio a Delphis porque percebo que a cada dia, ela representa o mundo dentro do qual eu quero viver…expandir…reencontrar  e acolher todos aqueles que querem experimentar a vida dentro do espaço mais profundo e verdadeiro, para que possamos viver o aqui e agora.

Eu apoio a Delphis porque ela é um lugar onde posso praticar meditação e recarregar minhas energias.

Eu escolho este lugar porque ele me oferece tudo isto, para que eu possa transitar no meio do caos sem entrar nele.

Para que eu possa estar no mundo lá fora, sem fazer parte dele.

                                                                                                          “A Delphis representa para mim, uma natureza para se viver a verdadeira natureza”.

QUAL É A IMPORTÂNCIA DA RESPIRAÇÃO ALQUIMICA NA VIDA?

Eu diria que a Respiração Alquímica é fundamental à vida, pois auxilia a diluir o ciclo que foi interrompido no momento do nascimento, a sensação de perda de tudo que se vivia no útero materno – êxtase, confiança, relaxamento. Chegamos ao mundo com a sensação de que não merecemos viver tudo isto.  Temos uma sensação de perda, de desmerecimento, sempre querendo retornar a algum espaço antigo, a algum tempo onde éramos felizes. Muitas vezes carregamos a sensação de que não podemos relaxar, que sempre algo ruim está prestes a acontecer, logo, começamos a viver alimentando esta “verdade” e vamos criando situações para comprovar isto. Uma bola de neve vai crescendo e nossa vida vai se tornando cada vez mais distante de toda a sensação de conforto que só sentimos quando, novamente, tocamos o nosso espaço original de ser.

Eu gosto sempre de informar às pessoas que me procuram para os atendimentos, que não importa o que tenham vivido, o que tenham sofrido, seu estado de ser permanece intacto.

A Respiração Alquímica auxilia a reencontrar a confiança em si e na existência, proporciona experimentar novamente a entrega, o relaxamento, o dinamismo natural do movimento da vida dentro do corpo e consequentemente em sua vida.

EXISTE UM ELO ENTRE RESPIRAÇÃO ALQUÍMICA E MEDITAÇÃO?

Sim existe, porque todas as técnicas da Delphis são portas para a meditação. A Respiração Alquímica também. Ao praticá-la, você permite novamente que a respiração seja inteira e aconteça de forma natural, confortável e relaxada a partir do mesmo espaço onde a meditação acontece e com ela o caminho se torna livre novamente.

Quando você vivia no útero materno, vivia em meditação, era pura presença, profundo relaxamento, profunda entrega, só que não sabia disto.

A Respiração Alquímica acontece a partir do mesmo espaço onde experimentamos a meditação, com isso te auxilia a reencontrar o canal que te conduz à meditação. A Respiração Alquímica abre o caminho para que naturalmente você possa respirar e relembrar que você é pura meditação.

ASSIM COMO AS TÉCNICAS DA DELPHIS, A RESPIRAÇÃO ALQUÍMICA TAMBÉM PODE SER PRATICADA EM CASA?

Não, diferentemente das técnicas de meditação criadas por Siddhartha, a Respiração Alquímica deve ser praticada apenas com o acompanhamento de uma pessoa treinada. Essas pessoas podem ser encontradas na sede da Delphis e em seus espaços autorizados.

“Na Respiração Alquímica quando você inspira o corpo infla, de dentro pra fora, e quando isto acontece, as energias que ali estão armazenadas se descolam, diluem e são eliminadas naturalmente. Com a prática, a respiração no seu dia a dia torna-se mais ampla, e com o tempo, as instalações destas energias deixam de existir, pois não tem mais suporte para elas se manterem ali. O movimento da vida retorna naturalmente, e com o movimento não há como nada se estagnar. As energias vão sendo expressas no momento que elas acontecem. São reconhecidas, percebidas e vividas. Desta forma você começa estar sempre pronto e disponível para cada momento acolhendo e vivendo tudo o que a vida lhe traz.”                                                                Dhwani